Publicado em

Misticismo e Judaísmo

O que é a mística judaica?

Misticismo: Estudo sobre assuntos divinos ou espirituais. Também pode ser usado para identificar ou categorizar algo de origem incompreensível ou misteriosa.

Conforme o próprio significado da palavra, o misticismo é uma forma de conexão com o Criador. Por isso, a mística tem tudo a ver com judaísmo. Avraham, que é considerado o “pai” do judaísmo e de quem descendem os judeus, conhecia os segredos da criação.

A mística é do bem ou do mal?

Todos nós sabemos que até mesmo a menor partícula da criação pode ser usada para o bem ou para o mal. A descoberta e utilização do átomo, por exemplo, levou a humanidade à avanços tecnológicos importantes, mas também foi usada para a criação da bomba atômica. Então, a única forma de dizer se a prática do misticismo é boa (ou não) é a partir do conhecimento profundo da mesma, além do bom e confiável aconselhamento rabínico.

Por vezes, as tradições judaicas podem ser vistas como “rituais místicos estranhos”. Mas esses assuntos são levados muito à sério pelos judeus. A Cabalá, por exemplo, que revela poderosos segredos da criação, pode ser perigosa se aplicada sem conhecimento e estudo de Torá prévios. Por isso, existem leis rigorosas que devem ser seguidas para evitar conectar-se com energias não-boas.

Confira esses três livros do Rav Shimshon Bisker para entender mais sobre misticismo judaico. A seguir, Pedras, Cores e Sorte, te farão conectar todos os aspectos da Mística Judaica.

Cabala ou Cabalá?

Cabalá, em Hebraico, significa “recepção”. É um conhecimento recebido desde a entrega da Torá no Monte Sinai. A Cabalá é o entendimento de como funciona a criação do mundo físico e do mundo espiritual. Assim, ela é um entendimento mais profundo das conexões físicas e espirituais da Providência Divina.

No livro Conceitos Fundamentais do Judaísmo, o Rabino Shimshon Bisker aborda esse e outros temas. Se você já leu O Místico 1, 2 e 3, vale a pena conferir esse também!

fundamentos do judaismo
Livro Conceitos Fundamentais do Judaísmo 2

Segue abaixo uma fantástica aula do Rav Eliahu Hasky sobre Cabalá, seus mistérios e perigos.

A sorte está nas estrelas?

Sim! Definitivamente sim! Mas calma…

Nossos sábios dizem que os astros causam influência em nosso mundo e no que acontece por aqui. Todos nós sabemos a influência física que recebemos do Sol e da Lua, por exemplo. Além disso, a ciência já provou que somos afetados por ondas de diferentes tipos provenientes do espaço. Tudo isso influencia nossas vidas, sendo na nossa sorte ou até mesmo em como agimos no dia a dia.

No entanto, aquele que confia, acredita no Criador e demonstra isso em seus atos, pode diminuir ou até mesmo anular esses efeitos.

O Rei Salomão, que é considerado o homem mais sábio que já viveu, escreveu o livro de Mishlei (Provérbios). Ademais, separamos uma aula do livro de Mishlei, do Rav Itschak Dan Grunberger sobre signos, astros e sorte.

Gostou? Então baixe o aplicativo Ber Itschak clicando nos links abaixo.

A mística das pedras e das cores

Nossos sábios disseram que não devemos acreditar em futilidades. Assim, acreditar irracionalmente que alguma coisa que aconteceu é sinal de má sorte é considerado uma crença sem sentido. Todavia, ensinaram também que as pedras e cores podem influenciar espiritualmente as pessoas.

As pedras e as cores fazem uma conexão entre o mundo espiritual e o mundo físico. Contudo é importante observar que não se deve atribuir a sorte ou revés a elas, muito menos ter fé ou fazer cultos a elas.

  • Mas porque cada cor e pedra tem sua influência exclusiva?
  • Mas qual é a origem de cada uma?
  • Então o que cada uma delas representa no aspecto espiritual?

Estas e outras perguntas são respondidas no livro A Influência das Cores e o Poder das Pedras, do Rabino Shimshon Bisker que está disponível abaixo:

poder das pedras e cores
A influência das Cores e o Poder das Pedras

Selecionamos uma aula do Rav Eliahu Hasky sobre a influência que D’us colocou nas pedras. Vale a pena assistir!

Gostou? Dê um like lá no Facebook:


E não deixe de conferir no próximo post sobre entidades espirituais e almas. Você vai adorar!

Publicado em Deixe um comentário

Bnei Noach

Ben Noach

Quem são os Bnei Noach?

Bnei Noach são não-judeus, que desejam cumprir ou já cumprem com os mandamentos de D’us. Assim, eles são considerados os justos entre as nações, uma joia aos olhos do criador.

Como posso me tornar um Ben Noach?

Todos os seres humanos, nos dias de hoje, descendem de Noé, pois durante o dilúvio somente ele e sua família foram salvos. Por isso, todo aquele que não é judeu e segue o conjunto de leis universais, também conhecido como as 7 Leis de Noé (ou 7 Leis de Noach), é considerado um Ben Noach (ou Filho de Noé).

A fim de facilitar os estudos, colocamos abaixo, o e-book O Guia dos Bnei Noach, do Rabino Shimshon Bisker. Boa leitura!

capa-guia-dos-bnei-noach
Livro Guia dos Bnei Noach – Shimshon Bisker

As 7 Leis de Noach

D’us falou a Adam HaRishon, em profecia, tudo o que ele e seus descendentes deveriam ou não fazer, num total de seis leis. Então, após o dilúvio, D’us entregou a Noé uma lei adicional.

Leis entregues a Adam HaRishon

  • A proibição de praticar idolatria
  • Assassinato
  • Relações ilícitas
  • Roubo
  • Estabelecer leis sociais
  • Maldizer o Nome de Deus

Lei entregue a Noach

  • A proibição de ingerir um animal ou parte dele que foi retirada em vida

Mas porque devo seguir essas leis?

A princípio, parece simples, para a maioria das pessoas, não descumprir uma dessas leis. No entanto, cada uma delas tem uma ramificação de temas e preceitos que muitos desconhecem e podem estar descumprindo. Portanto, se desejamos realmente ser considerado Justos entre as Nações, aos olhos das pessoas e principalmente aos olhos do Criador, temos a obrigação de estudar, pensar e agir de forma correta.

Selecionamos este vídeo do Rabino Shimshon Bisker que explica um pouco sobre o assunto:

Então basta seguir essas leis?

Conforme falado acima, o objetivo principal de nossas vidas deve ser a dedicação de nossos atos à D’us. Por isso, o amor ao Criador é uma pré-condição para o cumprimento das leis. Sendo assim, o cumprimento sem esse entendimento, seria em vão.

Além disso, falamos sobre temas que derivam dessas leis, que podem ser encontrados na coleção de livros abaixo.